Nirvana

Difundido no ocidente, extraído da religião budista,designa a extinção do desejo humano, a libertação do sofrimento, o desprendimento do apego, o fim da individualidade que se esbarra na alma coletiva num estado de serenidade e prazer.

Nirvana traz um estado de paz e pureza de sentimentos, o estado mental que não se perturba com nada.

Devemos praticar a meditação e exercer a calma, adquirida com a sabedoria, para chegarmos ao estado de contemplação total, o ápice.

Nirvana, tem sua origem da palavra nibbana, em páli, língua extinta e parecida com o sânscrito, quer dizer, apagar, extinguir.

No Budismo, Nirvana também pode ser usado para designar a morte, a tranquilidade final, a última etapa da vida.

Freud enunciou Nirvana como o “princípio da inércia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code