Sirius

Trata-se da estrela mais próxima do nosso planeta e portanto a de maior brilho.  Pode ser vista de qualquer ponto da Terra.

Sirius localiza-se  na Constelação Canis Major. Na Bandeira do Brasil está representada pelo  estado do  Mato Grosso.

Em meados de janeiro, à meia noite, é a melhor época para apreciar Sirius, quando atinge a linha do meridiano.

Sirius tem um significado especial conferido por várias culturas e sempre teve simbologia relevante na astronomia, ocultismo, mitologia.

No esoterismo a estrela representa a espiritualidade latente, a luz espiritual.

Na antiguidade, os gregos consideravam seu calendário, baseados na estrela Sirius. Analisavam o aspecto de Sirius para saberem se o ano seria quente e seco, se haveria o perigo das pestes e a dificuldade da colheita. Também avaliavam através do brilho de Sirius, se os homens e mulheres estariam sexualmente receptivos e saudáveis. Sirius era o indicador, a leitura de muitas situações.

No antigo Egito,  4000 a.C., Sirius era venerada, na mesma ocasião, quando ocorria a cheia do Rio Nilo.

Na Roma antiga, os cachorros de Orion eram sacrificados e oferecidos a Sirius para terem, em troca, uma brisa refrescante..

Na Idade Média, Sirius era uma estrela cabalística.

Às vezes, os planetas Júpiter e Vênus são confundidos com Sirius, pois brilham mais que a estrela, e vistos a olho nu, causam dificuldade de identificação.

Sirius é uma estrela binária, ou seja, ela é composta por duas estrelas.

Sirius também é fonte de observação dos ufólogos, “The Sirius Mistery”.

Sirius é quarenta vezes maior que o Sol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code