Responsabilidade

No cotidiano, há uma sucessão de fatos bons, maus e neutros. Desta forma, algumas pessoas atribuem tudo isso à pura coincidência, já outros indivíduos culpam terceiros, como: o ambiente, a condição financeira, à política…Então, pensando assim, estas pessoas sentem-se aliviadas porque eximem de si, a responsabilidade. Assim, na falta da responsabilidade, não haverá meios para melhorar  as situações.

Fica claro que o indivíduo que pensar assim, que agir assim, não terá meios para uma evolução, pois, atribuirá tudo de sinistro, à casualidade, à coincidência, à terceiros.

Sendo justa, considerando tudo de acordo com a lei da mente, somos os únicos responsáveis pelos acontecimentos, pois somos o canal que altera o corpo no ambiente. A mente pode mudar o ambiente para melhor ou pior.

“O passado não se altera” e o presente é o que vale a pena  ser vivido. O importante é  não se permitir aos insucessos, à infelicidade! Os fenômenos se modificam e são passageiros e suas consequências são reparadas num piscar de olhos. É importante ter responsabilidade, somente não permita que esta responsabilidade não seja levada ao extremo, até adoecer.

“Mesmo de um grande fracasso, é possível obter bons resultados, se houver conscientização da causa mental e sincero arrependimento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code