Melancolia

melancolia foi classificada como doença,  por Hipócrates, no século V,  a.C. Em sua pesquisa ele descobriu que alguns fatores influenciavam na saúde do indivíduo  e dentre eles, o mau humor, representava o principal vetor para adoecer o corpo e a alma.

Freud, avaliou  a doença e afirmou:

” A melancolia fere igual à partida de um ente querido para o mundo dos mortos”.

Ele observou, que o indivíduo, já com este sentimento, falava de si como alguém incapaz de amar, de fazer bem ao próximo, um verdadeiro inútil.

Com o avanço do tempo, os estudos se intensificaram e os cientistas fizeram acréscimo às pesquisas de Hipócrates e Freud:

“A melancolia é um estado de profunda tristeza, um tipo de depressão, um momento de apatia sem razão aparente”.

Victor Hugo, o grande poeta e dramaturgo descreveu:

“A melancolia é a felicidade de estar triste”. Para os estudiosos da alma e da vida eterna, a melhor definição para a tão significativa doença é:

Para afastar a melancolia,  o melhor a fazer é:

  • Exercer a fé interior;
  • Tentar encarar os fatos;
  • Enfrentar todas as situações, por mais difíceis que sejam;
  • Passear junto à natureza e tentar enxergar à beleza de cada detalhe;
  • Praticar a caridade, que será de grande valia, e
  • Fazer o possível para desenvolver as missões recebidas.

melancolia é uma situação mal resolvida. Seria o espírito buscando a liberdade, o desejo de se livrar do corpo físico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code