Cravinho

Conhecido no Brasil como cravo-da-índia, Syzygium aromaticum, cravinho, como é chamado em Portugal, trata-se de uma árvore nativa das Ilhas Molucas, na Indonésia. Atualmente é cultivado em outras regiões do mundo, como as ilhas de Madagascar e Granada.

 

O cravinho é utilizado na:

  •  medicina ayurvédica indiana;
  • medicina chinesa;
  •  fitoterapia ocidental;
  • odontologia;
  • culinária e
  •  aromaterapia

Na medicina ayurvédica, o cravinho surgiu como um vermífugo natural.

Na medicina chinesa e na fitoterapia, os cravos são administrados ​​como; um carminativo, ou seja, na eliminação dos gases do intestino; também aumenta o ácido clorídrico no estômago; enfim, auxilia nos problemas digestivos e também melhora o fluxo dos alimentos – peristaltismo.

Na odontologia, o óleo do cravinho é utilizado como analgésico e como tal, proporciona alívio imediato da temida dor de dente. Auxilia no combate à infecção da gengiva com suas propriedades antissépticas.

Na culinária, o cravo-da-índia é usado nos doces, pães e carnes.

O óleo do cravinho é utilizado também na aromaterapia.

Citado como especiaria extremamente valorizado desde os primórdios.

Vale lembrar que no século XVI, serviu como moeda de troca e teve seu peso trocado por ouro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code