Psicanálise

 

Técnica  terapêutica desenvolvida por Sigmund Freud, em 1890,  abordando as ações e reações do indivíduo, com respectivas interpretações do psicanalista, nos casos de psicose e neurose.

“Freud acabou descobrindo, casualmente, que a maioria dos seus problemas eram originados nos conflitos culturais, sendo então reprimidos seus desejos inconscientes e suas fantasias sexuais”  (Gamaliel)

Segundo Lagache, ao método compreenderia: algo para investigar as estruturas e processos mentais praticamente incompreensíveis a qualquer outro procedimento e ao mesmo tempo, uma maneira de tratamento de muitas desordens caracterizadas psicológicas, porém, não particularmente das neuroses, e sim,  a explicação  teórica do retorno que os psicanalistas encontram para as questões de seus pacientes.

“Ao contrário do que muitos pensam, a psicanálise não é uma ciência, mas sim uma arte, que tem como objetivo a investigação e compreensão do inconsciente e é considerada como uma forma de tratamento das psiconeuroses que acometem os seres humanos. Seu método de tratamento consiste em:

  • Livre associação de ideias;
  • Interpretação dos sonhos;
  • Análise dos atos falhos”.
 

A psicanálise não é exclusividade do médico ou psicólogo, e sim, daquele que fez um curso específico para tal, podendo ser médico, psicólogo, biólogo, farmacêutico…

“Também vale lembrar que não se escolhe a psicanálise e sim o contrário, ou seja, a pessoa é envolvida nas questões do cotidiano e quanto perceber já estará envolvida em casos complexos, à busca de respostas plausíveis para os questionamentos”(CASA)

O indivíduo coloca-se em uma postura relaxada e começa a falar aleatoriamente, relata tudo que está em sua mente e também fala sobre seus  sonhos, desejos, fantasias, lembranças dos seus primeiros anos de vida. O psicanalista ouve tudo, faz breves comentários que auxilia o indivíduo a se conhecer melhor, encontrar respostas e saídas.

“A depender de mim
Os psicanalistas estão fritos
Eu mesmo é que resolvo os meus conflitos
Com aspirina, amor ou com cachaça
Os gritos todos virarão fumaça
A dor é coisa que dói e que passa
Curar feridas só o tempo há de”(Zeca Baleiro)



Deixe um Comentário



× 6 = trinta