Projeção Astral

Desdobramento, projeção da consciência, experiência extracorporal, out-of-body experience e outros representam a exteriorização do perispírito que se desprende num passeio, de grandioso aprendizado  e pode ser realizado  por qualquer pessoa através do sono, da meditação profunda, de técnicas de relaxamento voluntário ou involuntário, de estimulações eletromagnéticas e efeitos neurofisiológicos por indução química e etc.  
 
A Projeção astral é uma experiência extracorpórea, isto é, quando saímos  do nosso próprio corpo.
 
Segundo pesquisas da Projeciologia, ciência do médium Waldo Vieira, durante o sono quando o metabolismo desacelera o espírito se solta do corpo físico como se fosse uma pipa no ar, mantendo-se presa ao seu dono através da linha, o fio de prata. Acontece o mesmo com o espírito, ele  se torna livre dos laços orgânicos, da matéria e tem a oportunidade de ver com clareza a real finalidade da  existência atual, proporcionalmente ao grau da evolução espiritual.
 
Na Projeção Astral os movimentos são mais lentos ou quase inexistentes, o corpo se tornará exaurido se a experiência tiver sido pesada.
 
Há vários tipos de desdobramentos que se relacionam:
 
Desdobramento consciente, é aquele em que lembramos do “sonho” com riqueza de detalhes, como as vestes da ocasião e a comunicação através da telepatia, a levitação, a transposição de paredes, o controle do corpo, interação com o ambiente;
Desdobramento inconsciente, acontece quando a lembrança do “sonho” não vem ou surgem lembranças do mesmo de forma fragmentada ou pensamentos de que o sonho não aconteceu;
Desdobramento voluntário, como no momento de reflexão, de meditação quando parte do espírito se expande e capta experiências e orientações como na hipnose e emancipação letárgica( aparência de morte), através de fatores físicos ou espirituais quando o corpo perde a sensibilidade e o movimento.
 
“Sair do corpo humano, com lucidez é a mais preciosa e prática fonte de esclarecimentos e informações prioritárias acerca dos mais importantes problemas da vida, elucidando-nos sobre quem somos, de onde viemos e para onde vamos.”
 

2 Comentários

  1. Ana Karina

    Ma-ra-vi-lho-so!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code