Lobo

 

“Não importa o momento e nem o lugar, nossa sombra mostra que temos patas”(CASA)

Lobo – Canis lupus é o maior animal selvagem da família canidae.  Sobreviveu a Era do Gelo. Dados confirmam seu surgimento por volta de 300 mil anos, oriundo do cão doméstico – Canis lupus familiaris – embora alguns estudos discordem desta origem.

Os Lobos sempre espreitaram o universo das pessoas, tanto nas fábulas, nos filmes, nos causos, enfim, ao longo da evolução da civilização.

Os lobos possuem uma organização bastante desenvolvida; equilibram suas necessidades e também de sua família. Eles são leais e jamais deixam sua matilha. São inteligentes.

Arquétipo do professor, repleto de novas idéias. Ele sai, aprende e retorna ao seu clã para ensinar o que aprendeu.

“O Lobo quando encontra e escolhe uma parceira geralmente é para o resto da vida; é ligado à família, embora mantenha um caráter individualista e solitário”.

 

 

A simbologia do Lobo pode mostrar várias vertentes:

  • Na Mitologia Germânica, representa o demônio que anuncia o fim do mundo;
  • Na Grécia e Europa ele é visto como símbolo da luz;
  • Na Mongólia e China ele é a representação do guardião e protetor do palácio celeste;
  • Em Roma, a loba amamentou Rômulo e Remo e traz a simbologia de guiar as almas;
  • No Hinduísmo é símbolo da guerra;
  • Na antiguidade tem relação com o  mundo dos mortos;
  • Na Simbologia Cristã  – o lobo cordeiro –  reflete a fidelidade;
  • Consta sua figura nos Sete Pecados Capitais, símbolo da gula e avareza;
  • Na Idade Medieval, personificação de bruxas e animal ameaçador e demoníaco;
  • No Xamanismo é considerado animal sagrado;
  • Também usado no provérbio – lobo em pele de cordeiro – a desleal inocência.

 

Os lobos possuem olfato e audição privilegiados, a ponto de ouvirem a queda das folhas de árvores e sentirem o cheiro da presa numa distância de 2 km ou mais. Sua visão noturna é fantástica, a mais aguçada da família dos canídeos. Sua saliva ajuda a reduzir a infecção bacteriana das feridas e também  acelera a regeneração dos tecidos, o que caracteriza ao seu arquétipo, o dom da cura.


4 Comentários

  1. Teresa

    Cleo querida, conhecia algumas características desse arquétipo porém, você no texto aborda com clareza e aprofundamento teórico algumas que não conhecia. Você como sempre postando textos interessantes!
    Namastê
    Teresa

    • ÔÔ querida irmã, obrigada, muito obrigada! Somente você para se expressar com tanto carinho! Namastê!

  2. Roberta

    Muito interessante seu post! Não sabia das diversas simbologias que a figura do lobo tem! Bjos

    • Obrigada flor!! Inúmeras simbologias e arquétipo poderoso! muita luz e serenidade!! Beijos de luz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code