Fofoca

Fofoca é o ato de falar inverdades, algo que não se baseia em fatos verídicos, um tipo de tortura, uma especulação da vida alheia. A origem da palavra,  fofoca, é desconhecida, cogita-se que seja de origem africana.

A prática da fofoca é feita de forma cruel e a mesma prolifera em pequenos núcleos, em” panelinhas”. Uma troca de informações sobre o detonado da vez,  se propaga feito fogo em palha seca ou um rastilho de pólvora.

Geralmente o objetivo do fofoqueiro é desestabilizar o outro, numa conversa informal e distorcida. E, com a caída da vítima, o fofoqueiro cria alma nova, infla e se sente superior, o verdadeiro centro do Universo.

Falar da vida alheia é um costume bem arcaico;  nos antigos reinos, os súditos criavam e citavam pontos negativos da família real, era um passatempo, talvez a diversão preferida e daí, sentiam-se valorizados, bem informados e úteis.

Alguns estudiosos veem a fofoca como algo positivo, dizem que aumenta a autoestima, reforça os laços de confiança e socializa.

Para os mais serenos e espiritualizados, fazer fofoca, traz um quê de rancor, de mágoa…

” O menor desvio inicial da verdade multiplica-se ao infinito à medida que avança “. (Aristóteles)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code