Constelação Familiar

“É livre quem pode transformar-se. Só pode transformar-se quem é capaz de soltar-se e seguir a próxima grande atração para o desconhecido, entregando-se a ela de boa vontade”.

O terapeuta alemão Bert Hellinger desenvolveu uma terapia breve que poderia ser chamada de “árvore genealógica viva“, que utiliza componentes familiares e  parte do psicodrama, com efeitos surpreendentes na eliminação de bloqueios do fluxo amoroso.

Constelação Familiar é um método que aborda, em primeiro lugar, os acontecimentos na família, verificando se algum membro sofreu exclusão, uma rejeição causada  pela dor de uma lembrança, como a morte de  uma criança ao nascer ou ainda muito jovem, um aborto, um suicídio,  um assassinato, um acidente fatal… Essas tragédias familiares geralmente não são citadas nas conversas, evitando-se a lembrança  do dia fatídico e deixando  cair no esquecimento os parentes vitimados.

Mais tarde, às vezes depois de muitas gerações, crianças tomam as características dos antepassados  mortos e  esquecidos, os excluídos, conduzindo suas vidas de forma similar. É uma forma de justiça àqueles que haviam sido “rejeitados”,  uma repetição, uma continuação da vida interrompida de forma inconsciente. A manifestação se torna evidente. São pessoas problemáticas e se sentem abandonadas, perdidas, mal amadas, ignoradas.

Na Constelação Familiar estes enredos são abordados, são trazidos à tona, e uma solução pode ser encontrada para que as pessoas possam ficar livres e felizes.

A Constelação consiste na representação de membros da sua família por pessoas do grupo ou por avatares representativos, dando nomes a cada um dos elementos da família pode-se surpreender com revelações, como alguém  querendo sair ou mudar da família.  E como numa transferência, a pessoa que representa o familiar sente como se fosse o personagem sem mesmo o ter conhecido ou sabido da história que o envolvia. Assim se descortina algo sobre a condição humana. Não somos apenas nós mesmos, estamos conectados, ligados por laços invisíveis, com muitos outros de um jeito impressionante e misterioso. O que se torna evidente na Constelação é que afinal, todos na família são semelhantes. Ninguém é melhor ou pior que o outro.

Nasce a sensação de  paz, amor e liberdade quando a pessoa se integra ao seio familiar .

“Aquilo que rejeito me aprisiona, e aquilo que reconheço me liberta.”

Fonte: (Apostila fornecida no curso em BH)  Curso com Bert Hellinger- 1985

 

Outros artigos holísticos você encontra no Blog do Matiz de Magia! Aproveite e pratique seu autoconhecimento vendo o que as cartas, as runas e o oráculo chinês lhe reservam!

4 Comentários

  1. Claudia Raquel

    Oi…Amiga.Parabens!!! Vc esta sempre nos surpreendendo com seu belissimo trabalho.Bjos no coracao e muita luz.

    • Linda…obrigada! Você gostou? Pouco falamos sobre os familiares mortos…e muito menos sabemos a importancia em citá-los! Um bjo e muita luz

  2. Maria Luiza

    Oi Cleo! Maravilha. Eu acredito muito na constelação e mais ainda em você. Que você receba em troca muita luz!
    Presenciei este workshop de Bert Hellinger. E foi muito bom mesmo!
    Grande abraço, bjs e obrigada por tudo!

    • Linda…legal que tenha percebido a grandeza da Constelação Familiar e obrigada, muito obrigada por acreditar nos estudos que faço para você! Sua alma é nobre e com humildade alcançará tudo que desejar! Foi em /85, em BH, você esteve lá. Nada a agradecer!!! Você é doutora no assunto. Obrigada pelo incentivo e confiança. Conte comigo, SEMPRE!!! Muita LUZ DIVINA!!! Bjux…saúde e paz!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code