Casamento Cigano

O casamento Calon ou Kalé é uma tradição do mundo cigano e demonstra a enorme celebração que este povo faz questão de exibir.

O casamento é “arranjado” pelos pais do casal.  A união das famílias é selada com o casamento dos filhos, envolvendo conveniências mútuas. Geralmente, os futuros noivos não se conhecem. Os pais comprometem os filhos, quase sempre, na tenra idade e  as famílias  pactuam, culminando no elo do mesmo clã.  A tradição cigana é muito rígida no que diz respeito a este acordo.

Para os Calon, as festas duram, no mínimo, três dias. Geralmente, festejam por mais de uma semana. No primeiro dia, a noiva é apresentada aos familiares do noivo, durante um grande almoço ou jantar. No dia seguinte, ocorre a cerimônia de casamento. O corte dos punhos, segue a tradição cigana e caracteriza a união do casal. E, no terceiro dia, a festa para os inúmeros convidados começa.

Os presentes, joias ou dinheiro, devem ser colocados dentro de pães sem o miolo.

Antigamente, os ciganos casavam-se entre si, hoje, já abriram o leque e é consentido o casamento fora dos padrões tradicionais. Há uma ressalva, a mulher pode não pertencer à comunidade cigana, uma gadjí, desde que esta siga os costumes do clã, abdicando dos costumes anteriores. Entretanto, o homem tem que fazer parte do clã, ou seja, um cigano pode se casar com uma gadjí, mas, para a mulher cigana, não é permitido desposar o marido que não seja cigano.

É tradição a noiva vestir-se de vermelho, que simboliza a paixão, a energia, o amor. Alguns clãs adotaram a vestimenta branca por aderirem aos costumes do casamento de outros povos.

Também é tradição os noivos não poderem dormir juntos durante os dias de festa. O casal tem como prioridade recepcionar os convidados e, somente após o encerramento das celebrações, a prova da virgindade da noiva deverá ser exibida aos familiares, com a exposição dos lençóis marcados. Se, não for exibida esta prova, a noiva será devolvida e seus pais se comprometem a pagar aos pais do noivo, um alto dote em ouro.

A jovem cigana, após o casamento, passa a usar um lenço cobrindo os cabelos, que representa  o comprometimento.

Alguns clãs tornaram-se menos conservadores.


Tags:  ,

Comentários

Karla 21-12-2017, 13:10

Interessante, não conhecia sobre a cultura dos casamentos entre ciganos! Parabéns!

Comentar
cleo alvares 21-12-2017, 13:12

Muito obrigada por tirar um tempo de seu dia para prestigiar o site. Espero ter acrescentado algum conhecimento!

Comentar

Deixe um Comentário



9 × = quarenta cinco