Etilismo

É considerado uma doença psiquiátrica. O álcool usado com regularidade pode provocar lesões em todo organismo.

O etilista, além de prejudicar a sua própria vida, acaba detonando a vida de sua família e também dos amigos.

O etilismo é conhecido como “síndrome da dependência do álcool” que é uma doença desenvolvida após o uso reiterado do álcool.

Alguns sintomas estão inseridos na síndrome e pode ser que  – não necessariamente –  ocorram juntos:

  • A compulsão: aquele desejo imenso e incontrolável de beber  e a difícil tarefa de conseguir dar limites, ou mesmo,  parar;
  • A ansiedade: ao limitar ou parar com a bebida(a abstinência) e o surgimento de tremores, calafrios, enjoos, sudorese… envolvendo um grande sofrimento;
  • A tolerância: o consentimento e a necessidade de doses altas de álcool para se sentir pleno. Mais, cada vez, mais!

 

A ajuda de profissionais da saúde faz-se necessário quando ocorrer pelo menos uma afirmação positiva para estas conjunturas:

    1. Alguém já te criticou por beber muito?
    2. Sente-se culpado quando fica bêbado?
    3. Você rebate a ressaca com mais álcool?
    4. Você acordou e seu primeiro desejo foi consumir bebida alcoólica?
    5. Você passa mal quando bebe?
    6. Gostaria de diminuir ou deixar a bebida?

 

O etilismo é uma doença tratável, mas, sem cura, infelizmente. Há uma certa resistência, um mito de que, se submeter a um tratamento é o mesmo que assumir uma fraqueza moral e por consequência concordar com um desvio de caráter, algo assim, que o etilista devesse se envergonhar. Não é fácil e o auxilio dos familiares é de suma importância.

As  “recaídas são muito comuns. Mas isso não significa que a pessoa fracassou ou não irá se recuperar do etilismo. No caso de uma recaída, é muito importante retomar o foco no objetivo e manter o apoio necessário para não voltar a beber”.

“Apesar de ser aceito pela sociedade, o álcool oferece uma série de perigos tanto para quem o consome quanto para as pessoas que estão próximas. Por essa razão o consumo abusivo de álcool é uma questão de saúde pública. Parte dos acidentes de trânsito, comportamentos antissociais, violência doméstica, ruptura de relacionamentos e problemas no trabalho são provenientes do uso nocivo de álcool”.


2 Comentários

  1. Simone

    Assunto delicado, porem foi abordado de forma simples e de facil entendimento! Parabéns!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code